quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Sabes quem és... Até Sempre

No horizonte apercebi-me da tua existência
E quando eu mais queria que este horizonte ficasse
Ele teimava em partir
Até que um dia acabei por desistir

Sim, desisti porque sabia que te tinha perdido
Inevitavelmente, perdi-te para algo que me venceu
Mesmo antes sem me ter vencido
O vento continua a soprar

Mas o nosso horizonte teima em não voltar!
Paciência, por cima desses
Outros serão construídos!

3 comentários:

P. disse...

Até Sempre...

Hoje fui passear...quando cheguei a casa enfiei-me no quarto e chorei.
Já tenho saudades tuas.

Um beijo, avô

Anônimo disse...

Nas tuas mãos encontras a chave doirada o passaporte para sempre o sentires.
Lá onde quer que esteja está contigo
e também tem saudades...

Anônimo disse...

Nas tuas mãos encontras a chave doirada o passaporte para sempre o sentires.
Lá onde quer que esteja está contigo
e também tem saudades...